COE Itaú se reúne com o banco nesta quinta-feira (28)

itau

Na pauta, cobrança indevida de metas e banco de horas A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú se reúne por videoconferência, na próxima quinta-feira (28), às 15h, com a direção do banco. Os representantes dos trabalhadores levarão à mesa de negociação as denúncias de descumprimento do acordo feito durante a pandemia do coronavírus (Covid-19). Um dos problemas mais recorrentes é a cobrança indevida de metas durante a pandemia. Outro tema acordado que não tem sido seguido pelos gestores é o banco horas dos…

Leia Mais

COE Santander se reúne com o banco nesta quarta (27)

banco-santander-20110427-02-original4

Banco de horas, retorno do home office, cobrança de metas, o não pagamento da remuneração variável e mudanças nos procedimentos em casos suspeitos e confirmados de Covid-19 estarão em pauta A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do banco Santander se reúne por videoconferência com o banco nesta quarta-feira (27), para tratar sobre o banco de horas negativo que foi implementado pelo banco, a pretensão do banco de promover o retorno do home office com rodízio de trabalhadores, a cobrança de metas mesmo em período…

Leia Mais

Bancos usam Covid para fechar agências e deixam 42% das cidades sem atendimento

systemuploadsnews417e732a99768e195ad-700x460xfit-89136

Foto: Prefeitura Municipal de Caruaru O fechamento de agências bancárias, privilegiando o atendimento virtual, deixa 2.340 cidades do país sem atendimento As imensas filas que se formam todos os dias nas portas das agências bancárias para sacar o auxílio emergencial revelaram um grande problema: a precarização do atendimento presencial expulsou o povo pobre e mais carente de um serviço considerado essencial, como o bancário. Apesar do caos e do perigo de contaminação da população, que se aglomera em frente às agências, os bancos aproveitaram a crise aprofundada…

Leia Mais

Home office na pandemia é proteção à saúde dos empregados

whatsapp-image-2020-05-25-at-18-50-10

A fala do presidente da Caixa durante a reunião ministerial foi repudiada A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) repudia veementemente a declaração do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, debochando do trabalho remoto feito pelos trabalhadores, durante a reunião ministerial em que o ex-ministro Sergio Moro apontou interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Polícia Federal. “Olha vocês tão em casa? Eu tenho 30 mil funcionários na rua. Não tem esse negócio, essa frescurada de home office. Eu já visitei…

Leia Mais

Guedes mostra desprezo pelo Banco do Brasil e pelas pequenas empresas

paulo_guedes_banco_do_brasil

Em meio à pandemia, ministro da Economia não pensa em salvar as micro e pequenas empresas e ainda defende privatizar o Banco do Brasil O ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou na reunião ministerial do dia 22 de abril que “Nós vamos ganhar dinheiro usando recursos públicos pra salvar grandes companhias. Agora, nós vamos perder dinheiro salvando empresas pequenininhas”.“Ou seja, em meio a uma pandemia que resultará em uma crise econômica gravíssima, o ministro da Economia do governo Bolsonaro, mais uma vez, revela sua mentalidade…

Leia Mais

Caixa: mudança em Termo de Autodeclaração de Saúde Covid-19 é reivindicada

primeira-mesa-de-negociacao-da-caixa-com-a-fenaban-acontece-_6c4e271ab7d15ee98f51c364db079ca1

A mudança, que expõe um retrocesso na prevenção e promoção da saúde, foi anunciada aos empregados na segunda-feira passada (18) A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), assessorada pela Comissão Executiva dos Empregados (CEE), enviou ofício ao presidente da Caixa, Pedro Guimarães, para reivindicar a exclusão da opção “Não faço parte do Grupo de Risco” em protocolo da Caixa. A Contraf-CUT tem recebido denúncias dos sindicatos e federações de que a opção pela autodeclaração de pertencimento ou não pertencimento a grupo de risco…

Leia Mais

Mais da metade dos bancários da Caixa sofrem assédio moral, aponta pesquisa

assedio-moral-no-trabalhocaixa-

Segundo levantamento da Fenae, trabalhadores relatam tensão, irritabilidade, inquietação e vontade de desistir de tudo Uma pesquisa realizada pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) aponta que 53,6% empregados do banco já passaram por, pelo menos, um episódio de assédio moral, quando há exposição do trabalhador a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas. Os dados também mostram que quase 20% dos trabalhadores ativos entrevistados revelaram ter depressão ou ansiedade. Entre os aposentados, este índice é de 4%. O número de…

Leia Mais

Contraf-CUT critica nova ingerência no Banco do Brasil

Captura de Tela 2020-05-25 às 08.46.34

Sequência de interferências do Executivo expõe a inexpressividade e atrelamento do presidente do banco e uso da máquina pública para fins pessoais Após ter sido avisado pelo Sleeping Giants Brasil, o Banco do Brasil havia se somado a inúmeras empresas e retirado publicidade de um site de extrema-direita, conhecido por espalhar fake news, para não ter sua imagem e nome ligados a um site que dissemina mentiras. Mas, após críticas do vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (Republicanos), o banco voltou atrás.“É mais um caso de…

Leia Mais

Caixa é questionada por abrandar protocolo de segurança

Captura de Tela 2020-05-25 às 08.47.56

A mudança, que expõe um retrocesso na prevenção e promoção da saúde, foi informada aos empregados na segunda-feira (18) A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro Contraf-CUT, assessorada pela Comissão Executiva dos Empregados (CEE), enviou um ofício ao presidente da Caixa, Pedro Guimarães, questionando a razão pela qual a Caixa está abrandando o protocolo de atuação de gestores e empregados durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A mudança, que expõe um retrocesso na prevenção e promoção da saúde, foi informada aos empregados na…

Leia Mais

Após pressão de Carluxo, Banco do Brasil recua e volta a anunciar em site de fakenews

bb_destaque_joka4158

Após os protestos de Carluxo, o Banco do Brasil desistiu de retirar sua propaganda  em um site acusado de divulgar fake news em favor do governo Bolsonaro. O Banco do Brasil informou que restabeleceu a verba. A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “a área técnica, da qual faz parte o filho do general Mourão, Antônio Mourão, considerou excessivo o veto ao site por produção de conteúdo falso”. A matéria ainda informa que “o presidente do banco, Rubem Novaes, defendeu o desbloqueio”. Fonte:…

Leia Mais