Empregados voltam a pedir descentralização no atendimento do Saúde Caixa

Design sem nome (67)

O Grupo de Trabalho (GT) Saúde Caixa, composto por representantes do banco e dos empregados e empregadas da Caixa Econômica Federal, se reuniu na quarta-feira (23) para debater sobre questões específicas do plano de saúde. Durante a campanha salarial, a Comissão Executiva de Empregados (CEE) da Caixa) já havia cobrado a descentralização do atendimento e o retorno das estruturas de Gestão de Pessoas (Gipes) nos estados.“Vamos insistir sempre na descentralização do atendimento do Saúde Caixa e em ter informações detalhadas sobre as microrregiões. A gente recebe…

Leia Mais

Caixa inicia negociações da promoção por mérito

caixa-cartao

O Grupo de Trabalho de Promoção por Mérito da Caixa Econômica Federal realizou, nesta quinta-feira (10), a primeira reunião sobre o Plano de Cargos e Salários (PCS) das empregadas e empregados e a consequente definição dos critérios de avaliação para efeito de pagamento dos “deltas” do ano de 2022-2023. Os critérios são debatidos todos os anos pelo GT formado por representantes do banco e dos trabalhadores. Próxima reunião ocorrerá na semana que vem.“Os debates para a definição dos critérios deveriam ter se iniciado no primeiro,…

Leia Mais

Balanço trimestral: Caixa apresenta maior concessão de crédito da história

Design sem nome (80)

O crescimento considerável de oferta de crédito que a Caixa Econômica registra nos resultados do terceiro trimestre do ano aponta para a instrumentalização do banco pelo atual governo, na tentativa frustrada de reeleger Bolsonaro. A avaliação é do dirigente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Rafael de Castro, com base em números oficiais divulgados nesta quarta-feira (9).Em doze meses, a Carteira de Crédito Ampliada do banco público teve alta de 16%, totalizando R$ 977 bilhões, com destaque para as operações comerciais com…

Leia Mais

Caixa pretende reduzir representatividade dos empregados na Funcef

ilustra-funcef

Os diretores da Fundação dos Economiários Federais (Funcef) eleitos pelo movimento ‘Juntos – A Funcef é dos Participantes’, revelam que a representatividade dos participantes da Fundação está sendo alvo de ataques sistemáticos, de forma a reduzir o poder dos legítimos donos do patrimônio, o que pode afetar direitos que os empregados conquistaram ao longo de décadas de luta.Atualmente, as decisões são tomadas por três diretores indicados pelo governo e dois eleitos pelos empregados, restringindo a representatividade dos participantes e impondo a vontade do governo.Segundo os…

Leia Mais

VA e VR dos empregados serão da Caixa Cartões

Design sem nome (47)

A Caixa Econômica Federal assinou, nesta segunda-feira (31), um contrato para que a Caixa Cartões forneça os Vales Alimentação e Refeição para todos os beneficiários empregados, aposentados e pensionistas do banco.“A mudança ocorre após muitas reclamações de empregados de algumas regiões, que têm enormes dificuldades para utilizar o Verocard e o Greencard, por exemplo”, explicou o dirigente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Rafael de Castro. “A própria vice-presidente de Gestão Coorporativa (Vicop), Dani Calazans, reconheceu que os empregados, ‘pela primeira vez,…

Leia Mais

Vítimas de assédio na Caixa consideram fala de Bolsonaro ‘estarrecedora’

Vergonhoso!

Vítimas e denunciantes de assédio sexual e moral envolvendo o ex-presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães divulgaram, nesta terça-feira (25), carta aberta em que classificam como “estarrecedora” a declaração de Jair Bolsonaro (PL) sobre o tema. Em entrevista ao portal Metrópoles, ontem, o chefe do governo afirmou não ter visto “nada de contundente” nas denúncias. As vítimas denunciaram convites impróprios em atividades profissionais e no interior da empresa, toques indesejados e outras formas de importunação. O assédio ocorria também em eventos, gabinetes, garagem e dentro de carros…

Leia Mais

Caixa reduz verbas para agências

caixa_fila_agencia_400

A Caixa Econômica Federal tem lançado, nos últimos meses, diversos produtos voltados para as classes mais baixas e para as mulheres, como a concessão de empréstimos consignados para beneficiários do Auxílio Emergencial. Tais medidas têm aumentado a demanda pelos serviços. Em contrapartida, o banco vem reduzindo os recursos para a aquisição de insumos utilizados no dia a dia do atendimento aos clientes. Para as entidades de representação dos empregados, como a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e a Federação Nacional das Associações…

Leia Mais

E agora Pedro?

PINTOU UM CLIMA

O relatório da corregedoria da Caixa Econômica Federal sobre as denúncias de assédio sexual contra Pedro Guimarães, com centenas de páginas, traz, além dos depoimentos das vítimas, documentos que confirmam as suspeitas e podem agravar ainda mais a situação do ex-presidente do banco e de outras pessoas ligadas a ele. O documento deverá ser apresentado na tarde desta segunda-feira (17) aos integrantes do Conselho de Administração da Caixa.“A Caixa também contratou um escritório de advocacia para fazer uma apuração paralela, cujos resultados já deveriam ter…

Leia Mais

Má gestão do consignado do Auxílio Brasil sobrecarrega funcionários

Design sem nome (38)

Em todo o país, funcionários e clientes da Caixa têm sentido os efeitos da má gestão do governo federal e da direção do Banco na contratação do crédito consignado para os beneficiários do Auxílio Brasil. Nos últimos dias, em Pelotas, as agências da Caixa têm amanhecido com longas filas, em suas portas, devido ao oportunismo eleitoral de uma demanda, criada às pressas, ignorando a falta de estrutura de muitas agências e que compromete em até 40% a renda de quem adere ao empréstimo. Conforme explica…

Leia Mais

Empregadas apontam avanços e retrocessos na gestão do pessoal da Caixa

Gestão de pessoas x Gestão de mercado (1080 × 1080 px)

A gestão de pessoas na Caixa Econômica Federal passou por notável processo de modernização e avanços no período compreendido entre os anos 2003 e 2015. Mas, a partir de 2016, tais avanços foram desvalorizados, distorcidos e substituídos pelo foco em diretrizes de gestão empresarial empobrecidas no quesito “orientação a pessoas”. Esta é a opinião da advogada Maria Salete Cavalcanti e da linguista e teóloga Súsie Helena Ribeiro, ambas empregadas aposentadas da Caixa, expressa no artigo “Gestão de Pessoas na CAIXA: uma breve análise dos avanços…

Leia Mais