BB “reestrutura a reestruturação” para manter salários rebaixados e responsabilidades altas

banco-do-brasil-1900x1265_c

Imaginem a seguinte situação: Agenor, responsável por administrar a tradicional Tratoria e Risttorante, decide submeter a empresa a uma reformulação, reduz o número de funcionários em algumas unidades, que passam a se chamar Lancherias. As Lancherias não possuem cozinheiros, por isso, os funcionários responsáveis pelo preparo da comida serão chapistas, com salários reduzidos. Seis meses depois, Agenor resolve re-reestruturar a empresa e torna as Lancherias em Cantinas, elevando os chapeiros a cozinheiros, mas mantém o mesmo salário do cargo anterior. Detalhe: durante todo esse processo…

Leia Mais

Gerentes se reúnem com administração BB para tratar de sobrecarga de trabalho

bb-1

Gerentes de serviço conseguiram realizar uma reunião com a administração do Banco do Brasil, na última quinta-feira (14), a respeito do acúmulo de funções que vem causando o adoecimento entre os funcionários. O encontrou ocorreu em resposta a um ofício enviado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), com o pedido para uma reunião entre as duas partes.“Nós valorizamos a mesa de negociação com o banco. O que a gente queria é que esses bancários dessem um relato daquilo que vivenciam. Por isso,…

Leia Mais

Manual de retorno ao trabalho presencial no BB

apos-suspensao-da-ccv-reuniao-com-o-bb-e-agendada-para-proxi_c03ef8903e3b7f86438de621f18e9119

Em reunião, nesta segunda-feira (04/10), o grupo técnico da comissão bipartite analisou a proposta de conduta dos funcionários do Banco do Brasil no retorno ao trabalho presencial. Os advogados e médicos do trabalho por parte do BB e assessores de saúde do movimento sindical fizeram apontamentos para garantir a segurança e a saúde os trabalhadores. No intuito de reforçar a importância de um ambiente seguro para o retorno dos bancários, o movimento sindical reivindicou o uso obrigatório de máscaras PFF2/N95, fornecidas pelo banco, a necessidade…

Leia Mais

Funcionários do BB reivindicam cuidados para o trabalho presencial

bb-1

A Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) e a direção do banco voltaram a se reunir, na noite desta última sexta-feira (1), para continuar a discutir o retorno ao trabalho presencial.Logo no início, os membros da CEBB reforçaram as críticas ao modo como a convocação do retorno foi feita, com ameaças de gestores aos trabalhadores que não querem retornar, e que ainda não é o momento de retornar, pois a pandemia do coronavírus (Covid-19) continua, uma média de mortes alta, e…

Leia Mais

Funcionários do BB reivindicam negociação antes de retorno ao trabalho presencial

Design sem nome – 2021-10-01T101218.866

A Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) reforçou para a direção do banco, no início da noite de ontem, quinta-feira (30), que ainda é cedo para o retorno ao trabalho presencial, já que a pandemia do coronavírus (Covid-19) continua com média de mortes acima de 500 casos por dia. Pontuaram também que a maneira como foi feita a convocação pode parte do BB não foi correta. “O banco divulgou que foi feito um convite para os trabalhadores se voluntariarem. Porém, no…

Leia Mais

Funcionários do BB propõem cautela no retorno ao trabalho presencial

Design sem nome – 2021-09-28T103204.820

Representantes dos funcionários do Banco do Brasil da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) se reuniram nesta última segunda-feira (27) com a Diretoria de Pessoas (Dipes) para discutir o comunicado unilateral divulgado pelo banco sobre o retorno voluntário ao trabalho presencial. Ficou acertada um encontro entre Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) e o banco para debater a pauta apresentada. Na reunião, foi discutida a falta de informações sobre os protocolos no local de trabalho, entre outros assuntos que…

Leia Mais

Bancários protestam contra retorno presencial no Banco do Brasil

nossas vidas também importam

A Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) é contrária ao comunicado interno divulgado pelo Banco do Brasil, na última quinta-feira (15), para informar que as funcionárias e os funcionários que estão em home office, e não pertencem ao grupo de risco, podem retornar ao trabalho presencial, de forma opcional, mesmo aqueles que ainda não se vacinaram ou completaram as duas doses do imunizante.“Mesmo seguindo todas as regras e protocolos de distanciamento e higiene, não precisamos ir muito longe para saber que…

Leia Mais

Banco do Brasil “convida” funcionários para o trabalho presencial

Design sem nome (95)

Segundo o Ministério da Saúde, atualmente quase 36% da população brasileira está imunizada. E, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), baseada em dados científicos, só é possível controlar a disseminação da Covid-19 quando 70% da população estiver devidamente imunizada.Apesar destes dados, o Banco do Brasil divulgou um comunicado interno, nesta quinta-feira (15), informando que as funcionárias e funcionários que estão em home office, e não pertencem ao grupo de risco, poderão retornar ao trabalho presencial de forma opcional a partir do dia 20 de…

Leia Mais

Previ divulga Cassi Essencial, plano sem viabilidade técnica e financeira

CASSI

O portal oficial da Previ (previ.com.br) abriu espaço para divulgar o Cassi Essencial, plano que vem acumulando uma série de denúncias das entidades que representam os funcionários do Banco do Brasil, que tende a resultar em prejuízos para toda a Cassi.“É uma grande irresponsabilidade da Previ fazer propaganda de um plano de saúde sem viabilidade técnica e financeira”, lamentou o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), João Fukunaga. “Já mostramos, em vários artigos, baseados no próprio contrato de adesão…

Leia Mais

“Mais Acesso” é cortina de fumaça para desviar denúncias de má gestão na Cassi

soucassi (1)

A atual diretoria da Cassi lançou recentemente um novo programa, chamado “Mais Acesso”, com a promessa de ampliar a rede de credenciados. No entanto, com a proposta, o grupo que hoje administra a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil tenta desviar a atenção das denúncias graves de esvaziamento e enfraquecimento da entidade e de participantes que tiveram que entrar na Justiça para prosseguirem com tratamentos médicos.Um dos casos recentes, e mais chocantes, foi de uma mulher de 37 anos que, por uma…

Leia Mais