UCPel realizará testes para identificar coronavírus

up

Com a iniciativa, a instituição espera fornecer 50 resultados diariamente

A Universidade Católica de Pelotas (UCPel) passa a incorporar a rede de instituições que contribuem na realização de exames para identificar o novo coronavírus (Covid-19) no Estado. A partir das próximas semanas, a estrutura do Laboratório de Neurociências Clínicas, pertencente ao Programa de Pós-Graduação em Saúde e Comportamento (PPGSC), irá abrigar uma nova rotina, aliando pesquisa e prática.

“Sabemos da demanda por diagnósticos e, por isso, tratamos de viabilizar a utilização da nossa estrutura para realizar esses exames”, comenta a coordenadora do PPGSC, a professora Gabriele Ghisleni. Uma das vantagens é que o laboratório da UCPel possui o equipamento necessário para a análise molecular do coronavírus.

Chamado de PCR, sigla em inglês que significa Reação em Cadeia de Polimerase, o equipamento é constantemente utilizado para pesquisas da pós-graduação. Agora, frente à pandemia ao Covid-19, será operado pela primeira vez para o diagnóstico de pacientes.

O exame que visa identificar o coronavírus é considerado bastante específico e de alto custo. Neste sentido, a UCPel encontra-se em tratativas para a obtenção do material requerido para o diagnóstico molecular e, assim, atender grande parte da demanda da região. A instituição também tem oferecido o aporte necessário para estruturação e viabilização dos primeiros testes.

Uma equipe formada por cerca de dez profissionais, entre alunos e professores do PPGSC, deve ficar responsável pela realização dos exames no laboratório. Todos aqueles que apresentarem resultados positivos serão, posteriormente, encaminhados para o Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen/RS), a fim de obter uma contraprova e integrar as estatísticas estaduais.

A expectativa é de que a UCPel possa fornecer cerca de 50 resultados diariamente. Segundo Gabriele, as coletas devem ocorrer, em um primeiro momento, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), sendo depois conduzidos ao laboratório para diagnóstico. Apenas pacientes com sinais de coronavírus, principalmente tosse seca, febre alta e dificuldade de respirar, serão submetidos aos testes.

Com informações Comunicação UCPel

Foto: Divulgação UCPel