Participe do Dia de Lutas neste 5 de dezembro

3dee2961-891d-419b-85f6-b00661bb3edb

O Sindicato convoca a categoria para o Dia de Lutas, nesta terça-feira, 5 de dezembro. Pela manhã as atividades ocorrerão na Câmara de Vereadores, às 9h. À tarde, está marcado um ato show, no Largo do Mercado, a partir das 17h. Com as atividades, o movimento sindical rechaça a Reforma da Previdência, que acaba com o direito à aposentadoria dos trabalhadores brasileiros. A ida à Câmara está programada com o objetivo de acompanhar a votação do veto da Prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) a uma lei que limita a vinda de resíduos sólidos para o município de Pelotas, protegendo os recursos hídricos da região e dificultando a instalação de um aterro sanitário na localidade de Cerrito Alegre.

A aprovação das mudanças na Previdência, que estão previstas pelo governo, somadas à Lei 13.467, que alterou as leis trabalhistas, coloca o trabalhador em uma condição de ter de trabalhar a vida inteira sem, ao final, ter adquirido o direito de se aposentar e descansar. A nova proposta prevê que as mulheres só terão o direito de se aposentar aos 62 anos de idade. No caso dos homens, a idade a ser atingida é de 65 anos. Para ambos os casos é necessário levar em conta um período de 20 anos de transição. Lembrando que, pela proposta do governo, devem receber o benefício integral apenas os homens e as mulheres que atingirem 40 anos de contribuição – o que é uma raridade em um país como o Brasil, que conta com alta rotatividade no trabalho.

O movimento sindical estará nas ruas, neste dia 5 de dezembro, denunciando as mentiras que estão sendo levadas ao conhecimento da sociedade por meio da publicidade do governo. A previdência não é deficitária. O próprio governo é que deixa de cumprir o que está previsto na Constituição, sem assegurar os fundos que cabem à Seguridade Social, da qual a Previdência faz parte. Além disso, Temer obviamente não diz, mas é preciso que a sociedade atente para o fato de que o seu governo desvia recursos dessa área para cobrir o rombo de outros setores.

Seeb Imprensa Pelotas