Preços de produtos disparam e cesta básica fica 20% mais cara

Supermercado na zona sul do Rio de Janeiro.

Os preços médios de produtos da cesta básica aumentaram, em agosto, em 13 das 17 capitais pesquisadas pelo Dieese, segundo levantamento divulgado na última sexta-feira (4).

Segundo associações do setor de supermercados, a alta de preço de itens como leite, arroz, feijão e óleo de soja, ultrapassa 20% no acumulado de 12 meses. Uma das justificativas para elevação ser tão acelerada no período analisado seria o efeito do câmbio sobre o aumento das exportações e diminuição das importações dos alimentos. Outro fato é o crescimento da demanda interna impulsionado pelo auxílio emergencial.

O setor supermercadista analisa com preocupação as pressões repassadas pelas indústrias e fornecedores pelo aumento de preço. Se persistir o desequilíbrio entre a oferta e a demanda no mercado interno, a população irá enfrentar transtornos no abastecimento. Cabe agora ao governo deixar de omissão, e intervir para que muitos brasileiros não sofram com o aumento abusivo de itens básicos.

Com informações Sindicato dos Bancários da Bahia e Rede Brasil Atual

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil