Com operações do 13º salário, Banrisul contribui para fomento na economia

banrisul 2

O setor do comércio, especialmente no Interior, teve o principal direcionamento dos recursos liberados nas transações efetuadas no banco

Por conta das operações de saque do 13º salário dos servidores públicos estaduais, efetuadas por meio de empréstimo no Banrisul, o banco finalizou o ano de 2017 com uma participação importante na economia do Estado.

O diretor da Fetrafi-RS, Carlos Augusto Rocha, observa que os pagamentos realizados possibilitaram a movimentação das atividades econômicas em todo os Estado. “Com a injeção de recursos, o Banrisul salvou o comércio, especialmente nas cidades do Interior”, afirma.

Rocha destaca que neste final de ano a movimentação foi mais expressiva que em outras ocasiões e acrescenta que algumas dificuldades no atendimento surgiram em razão da falta de funcionários e da precarização das relações. Ele destaca que o Banrisul deu início a essas operações uma hora mais cedo e estendeu a jornada por mais duas horas, para possibilitar o atendimento a todos os servidores.

O diretor relembra outras duas oportunidades em que o banco teve igual contribuição no fomento econômico do estado. “Uma delas foi com o mesmo tipo de operação, na época do governo de Germano Rigotto. Outra, com o próprio governador José Ivo Sartori, que vendeu a folha de pagamento para o Banrisul, gerando dinheiro aos cofres estaduais para o pagamento dos salários.”

A também diretora da Fetrafi-RS, Denise Falkenberg Corrêa, ressalta que cumprindo este importante papel social, que somente um banco público o faz, o Banrisul prova e comprova que vender ou desmontar o banco é um péssimo negócio para o povo do Rio Grande do Sul. “Conclamamos a sociedade gaúcha a defender este patrimônio público que tanto tem alavancado o desenvolvimento econômico e social deste estado”, finaliza.

Fonte: Fetrafi-RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *