Bancários definiram temas das negociações com os bancos

Design sem nome (2)

Na primeira rodada de negociações da Campanha Nacional dos Bancários 2022, ocorrida na tarde desta quarta-feira 22, de forma virtual, os representantes dos trabalhadores e dos bancos estabeleceram o calendário de negociação e os temas das próximas mesas.

A próxima rodada será na próxima segunda-feira, dia 27 de junho, e abordará Emprego e Terceirização. Na sequência serão tratados os temas “Cláusulas sociais e segurança bancária”, no dia 6 de julho; “Cláusulas sociais e teletrabalho”, no dia 22 de julho; e nas demais datas os temas igualdade de oportunidades; saúde e condições de trabalho; e duas reuniões sobre as cláusulas econômicas (veja calendário completo abaixo).

Calendário de negociações:

  • Segunda-feira, 27 de junho: Emprego e Terceirização
  • Quarta-feira, 06 de julho: Cláusulas sociais e segurança bancária
  • Sexta-feira, 22 de julho: Cláusulas sociais e teletrabalho
  • Quinta-feira, 28 de julho: Igualdade de oportunidades
  • Segunda-feira, 01 de agosto: Saúde e condições de trabalho
  • Quarta-feira, 03 de agosto: Cláusulas econômicas
  • Quinta-feira, 11 de agosto: Continuação das cláusulas econômicas

*Outras sete datas (15, 18, 19, 20, 22, 23 e 24/8), definidas na primeira reunião, estão com temas em aberto, para que haja possibilidade de remanejamento e ajuste dos temas.

Banco de horas negativas

Nesta primeira mesa, o Comando dos Bancários abordou o banco de horas negativas dos trabalhadores com comorbidades, para os quais os bancos não conseguiram estabelecer trabalho remoto durante os piores meses da pandemia de coronavírus. O Comando reivindicou o abono das horas devidas por esses trabalhadores.

A Fenaban disse que, como as negociações sobre banco de horas foram realizados diretamente com os bancos, fará um levantamento sobre quais são os casos e discutirá a proposta com cada um deles.

Fonte: Contraf-CUT e Redação Spbancários, com edição SEEB Pelotas e Região