Dia de Luta no Santander: diretores visitam agências de Pelotas

WhatsApp Image 2021-11-30 at 11.08.51

Nesta terça-feira, dia 30 de novembro, diretores do Sindicato dos Bancários de Pelotas e Região estiveram visitando as agência do Santander, em Pelotas, para dialogar com os funcionários do banco sobre problemas como: a alteração do horário de funcionamento, o fechamento de agências, as demissões e as terceirizações.

Mesmo com um lucro de R$, 4,3 bilhões, no último trimestre, que representa 27,6% do lucro global do Grupo Santander, a empresa continua com uma política que não prioriza os responsáveis diretos pelo crescimento do banco no Brasil.

Ano após ano, a política do Santander tem sido de precarização das relações de trabalho, ao contrário do compromisso com responsabilidade social, que é tão enfatizado em sua publicidade institucional. “Neste contexto de Pandemia, muitos trabalhadores têm adoecido em função das metas abusivas e do aumento do horário de atendimento ao público”, explica Fábio Silveira, diretor do Sindicato que é também funcionário do banco.

Esse, inclusive, é um ponto que o Sindicato tem procurado resolver junto à Prefeitura de Pelotas, com denúncia protocolada junto à Prefeitura de Pelotas, ainda no mês de outubro.

Para se ter uma ideia, hoje, somente com o que arrecada em tarifas e serviços, uma receita secundária, o Santander cobre em 220% as despesas com pessoal, incluindo a PLR. Além disso, o Santander comete práticas antissindicais, tomando decisões unilaterais, sem diálogo com o movimento sindical, como no caso das terceirizações dos serviços bancários.

Redação e fotos: Eduardo Menezes / SEEB Pelotas