Segunda onda de Covid-19 faz países da Europa fechar bares, escolas e decretar lockdown

Design sem nome (62)

Países europeus começaram a impor medidas mais severas para evitar uma segunda onda de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, que já ameaça diversas cidades. O clima de tensão levou a Organização Mundial da Saúde (OMS), na última quarta-feira (14), a expressar preocupação de que o recente aumento de novas infecções por Covid-19 no mundo seja seguido por um aumento das mortes, que atualmente estão em 5.000 por dia, em média.

Diante do aumento de casos da doença, as autoridades da Europa começaram a fechar escolas e cancelar cirurgias para não sobrecarregar o sistema de saúde às vésperas da chegada do inverno, e os sinais são preocupantes.

França e Portugal, por exemplo, têm registrado números diários de pessoas infectadas maiores do que os contabilizados no início da pandemia. A diferença, desta vez, é que a quantidade de internações e óbitos é menor, o que sinaliza que as altas taxas de infectados podem ser resultado de um aumento na testagem da população.

Mais de 38 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus em todo o mundo, e quase 1,1 milhão morreu, de acordo com uma contagem da Universidade americana John Hopkins.

Fonte: CUT Brasil, com edição Seeb Imprensa Pelotas