Santander lucra e demite em plena pandemia

Basta de demissões! (1)

Descumprindo acordo firmado junto às entidades sindicais, o Santander já realizou mais de 800 desligamentos de funcionários em todo o país. Em apenas um ano, foram mais de 90 agências fechadas.

As medidas arbitrárias não se justificam diante dos lucros da empresa. Os trabalhadores do Santander, no Brasil, são responsáveis por 32% do lucro mundial do banco espanhol, mas, mesmo assim, estão sendo demitidos sob a justificativa do “não cumprimento de metas”.

Para denunciar e barrar as demissões que estão ocorrendo, mesmo durante a pandemia, em todo o pais, está sendo preparado um Dia Nacional de Luta – decisão que foi tomada na última reunião da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do banco, na última segunda-feira (21).

Seeb Imprensa Pelotas, com informações da Contraf-CUT e do SBBA

Arte: Seeb Pelotas