Enrolação: Fenaban empurra debate sobre emprego

Captura de Tela 2020-08-06 às 20.23.28

Terminou sem avanços a negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban realizada na tarde desta quinta-feira (6/8), por videoconferência. Os bancos afirmaram mais uma vez que discutirão as demandas sobre emprego e teletrabalho em uma reunião interna, no dia 12 de agosto, e que apresentarão uma proposta sobre os temas nos próximos encontros. 

A Fenaban informou ainda que já realizou reuniões com os representantes dos bancos estrangeiros e de 10 bancos públicos. Na pauta, relações de emprego e atividade econômica. 

Durante a reunião desta quinta-feira (06/08), o Comando reforçou a preocupação com o fechamento de agências. Em um ano, foram 1.028 unidades fechadas no país, sendo 558 entre dezembro de 2019 e junho de 2020, isso corresponde a praticamente 100 fechamentos por mês neste período, segundo  dados do Banco Central.  A situação pode ficar ainda pior, pois alguns bancos estão anunciando que vão intensificar o processo. 

O Comando reforçou também a reivindicação de que os bancários não sejam substituídos por terceirizados e que os empregos no setor sejam da categoria. 

Os bancos reconheceram que está tendo uma redução, em torno de 10%, do número de agências e argumentam que está tendo o crescimento de cooperativas e agentes autônomos de crédito. 

Como resposta, os representantes dos bancários afirmaram que querem discutir a situação destes agentes de crédito, com o objetivo de trazer esse segmento para dentro da categoria. 

As partes voltam a se reunir na próxima terça-feira, 11 de agosto, a partir das 14h, para discutir saúde e condições de trabalho.

Veja as datas das próximas negociações

11 de agosto – saúde e condições de trabalho
13 agosto – Igualdade
14 de agosto – Cláusulas Sociais
18 de agosto – Cláusulas Econômicas

Fonte: FEEB