Barragem Santa Bárbara em Pelotas atinge nível mais baixo da história

cpcanalsta barbara

Desde que foi construída, há 52 anos, o local não atingia um nível tão baixo |

A estiagem que assola a região sudeste do Estado, fez com que a Barragem Santa Bárbara, em Pelotas, atingisse o nível histórico de recuo. Neste domingo, o diretor presidente do SANEP, Alexandre Garcia, confirmou que a barragem está 4,06 metros abaixo do nível normal. Desde que foi construída, há 52 anos, o local não atingia um nível tão baixo. O local abastece 60% da cidade.

Alexandre admitiu que a autarquia está com dificuldade no tratamento da água. “Estamos com a qualidade muito baixa da água, o que faz com que ela demore a ser tratada para consumo, por isto, aqueles que não tem caixa de água acabam ficando com a pressão menor em certos momentos”, admitiu.

Ele conta que após aumentar muito, o consumo da população diminuiu um pouco conforme a temperatura foi baixando, mas que mesmo assim é preciso atenção. “Ainda não pensamos em racionamento, mas precisamos que as pessoas sejam conscientes na hora do consumo da água”, enfatizou. Para Garcia, a situação só irá melhorar quando voltarem os ciclos de chuvas normais. “Esta semana choveu apenas 16 milímetros, o que para a Barragem é irrisório”, lamentou.

Segue proibido no município molhar gramas e jardins, lavar carros e calçadas. “Temos recebido muitas denúncias, por isto pedimos novamente a conscientização da população”, destaca. As denúncias de uso indevido da água podem ser feitas pelas redes sociais do SANEP e também pelo número 115.

“Esta situação não afeta poucos lugares do município, que tem o abastecimento realizado pela Estação de Tratamento no arroio Moreira e pela Estação de Tratamento que capta água do arroio Sinotti. Tivemos e temos que melhorar também o tratamento nestes dois pontos, por causa da pouca água disponível”, concluiu.

Foto: Leandro Lopes / Divulgação / CP

Fonte: Angélica Silveira/Correio do Povo