Bancários estão preocupados com o fluxo de pessoas nas agências por conta do IRPF

fluxo-de-pessoas

Clientes buscam comprovantes de rendimentos para entrega da declaração. Sindifisco solicitou ampliação do prazo de entrega ao governo.

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita (Sindifisco) encaminhou ofício ao secretário da Receita Federal, José Tostes, para que ampliasse o prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) em um mês, sob a alegação de que a restrição ao contato físico por causa do coronavírus impede o recolhimento dos documentos necessários ao preenchimento da declaração. Entretanto, segundo matéria do Estado de S. Paulo, o secretário informou que até o momento não há nenhum adiamento.

Bancários encaminharam pedido à Fetrafi para que apoie a indicação do Sindifisco, pois o movimento de pessoas nas agências bancárias em busca dos comprovantes de rendimentos está alto e tende a crescer nos próximos dias, lembrando que a data final para entrega da declaração é 30 de abril. 

Segundo o diretor de Comunicação da Fetrafi-RS, Juberlei Bacelo, a proposta de apoiar o pedido de ampliação do prazo pode ser encaminhada ao Comando Nacional dos Bancários, uma vez que, o objetivo das negociações com a Fenaban, é fechar os bancos para atendimento externo ou pelo menos reduzir o fluxo de pessoas no interior das agências. A decisão final, porém, caberá ao governo federal. 

A Fetrafi-RS destaca que a declaração de rendimentos pode ser solicitada pelo aplicativo do internet banking ou por telefone para o gerente da conta. Isso evita o deslocamento até as agências.

Fonte: Fetrafi RS