Funcionários do BB denunciam desmonte do banco e retirada de direitos

bb

O Encontro Estadual dos Bancários do BB denunciou o desmonte do banco. Os bancários passaram a sentir os impactos da Reforma Trabalhista, após o início da chamada reestruturação. O fechamento de agências bancárias e a realocação de funcionários em outros locais, sem qualquer tipo de estudo de viabilidade dessas mudanças, e sem diálogo com os trabalhadores e clientes, tornou-se prática recorrente.

A chamada “reestruturação” mudou os critérios de comissionamento ou descomissionando, de forma abusiva, e mexeu em salários. Além disso, os trabalhadores do BB apontaram para o fato de que a Campanha Salarial 2018 será muito difícil por causa do fim da ultratividade, necessitando da unidade da categoria e do envolvimento de todos na defesa dos direitos conquistados.

Esteve em discussão, ainda, a tentativa de alteração do modelo de custeio da Cassi. O Banco quer reduzir a participação para que os bancários paguem mais, inclusive retirando os benefícios de novos concursados. Os pontos de pauta levantados foram: a Cassi, os descomissionamentos e o desmonte Banco do Brasil, com o objetivo de vendê-lo. Essa discussão será levada à reunião dos bancos públicos no Encontro Nacional de 7 e 8 de junho em São Paulo. A denúncia de que o fechamento de agências e a redução do quadro funcional sem reposição também será discutida.

Com informações do SindBancários