Itaú demite bancário em tratamento de saúde no Paraná

itau_demite_bancario_tratamento_saude

Após culpar uma cliente por estupro e se recusar a reembolsar saque feito após o crime, o Itaú deu mais uma prova da sua total falta de sensibilidade para lidar com clientes e trabalhadores que passam por momentos difíceis. O banco demitiu um bancário, lotado em São Jorge do Patrocínio, município do Noroeste do Paraná, mesmo tendo conhecimento de que estava em tratamento psiquiátrico.

A condição de saúde do funcionário foi verificada um dia antes da demissão, em exame periódico realizado pelo banco. Mesmo assim, sabendo que o trabalhador estava doente, o Itaú manteve a demissão. No momento em que foi demitido, o bancário desmaiou e teve de ser encaminhado para o hospital de São Jorge do Patrocínio.

O Sindicato dos Bancários de Umuarama, Assis Chateaubriand e Região pediu a suspensão da demissão, mas não foi atendido pelo banco. O sindicato vai orientar o funcionário quanto aos seus direitos e tentar participar do processo de homologação, uma vez que, após a entrada em vigor da “reforma” trabalhista, o Itaú já não realiza homologações em entidades sindicais.

Fortaleça a luta por respeito aos empregos e direitos dos trabalhadores. Faça sua sindicalização!

Imagem: Pixabay / C0 Public Domain

SEEB-SP