Reforçar a representação do trabalhador no Parlamento

20190621110624_1e6910f0f5e2d6e9b3257d7bcc657465f2c881863b9604c973d923b8a1646c14

Eleger mais trabalhadores é imprescindível para reconduzir o Brasil para um futuro com emprego, distribuição de renda e dignidade. A quatro meses e meio das eleições, o desafio é ampliar a representação do Legislativo, ponto decisivo para reverter as arbitrariedades cometidas nos últimos anos de obscurantismo no país, como leis e reformas que retiram direitos. 

A estratégia da classe trabalhadora este ano, além da eleição majoritária, passa pelo Congresso Nacional e Assembleias Legislativas. A necessidade de mudança é urgente. Na atual legislatura, a bancada dos trabalhadores na Câmara perdeu quase um terço da representação. Houve queda de 51 para 35 deputados. No primeiro governo Dilma, de 2011 a 2014, o total chegou a 83, de acordo com o Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar).

O Parlamento brasileiro forte e alinhado com os anseios dos trabalhadores e da população significa garantia da democracia e dos direitos. Eleger uma bancada com a representação da classe trabalhadora significa impedir que retrocessos, como os últimos aprovados, a exemplo das reformas trabalhista e da Previdência, terceirização e teto de gastos, sejam aprovados. 

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia

Foto: Congresso Nacional