Torcida xavante expulsa do estádio homem com tatuagem de frase nazista

Design sem nome (38)

A torcida do Grêmio Esportivo Brasil não tolerou a presença de um homem que ostentava uma frase nazista, tatuada nas costas, e o expulsou do estádio. O fato ocorreu durante a partida contra o Novo Hamburgo, no último domingo (13), em jogo válido pelo Campeonato Gaúcho.

Ao ser identificado pela torcida, após tirar a camisa, o homem que trazia tatuada a frase “Mein Kampf” foi abordado pelos torcedores e só não foi linchado porque a segurança do estádio o retirou às pressas do local. A frase, que significa “Minha Luta”, refere-se ao nome do livro escrito pelo ditador e genocida alemão Adolf Hitler, que foi responsável pela perseguição e assassinato de judeus, negros, homossexuais e intelectuais marxistas, após a ascensão do regime nazista, na década de 1930.

Confira a nota oficial do Grêmio Esportivo Brasil sobre o ocorrido

“Graças a gerações de xavantes que ao longo de 110 anos nos trouxeram até aqui, o Brasil tem na própria história um instrumento contra qualquer discurso ou ato de discriminação. O amor aos muitos que somos é parte da beleza do clube. É por essa consciência histórica que aqueles, que se sentem representados pelos discursos de ódio infelizmente cada vez mais comuns, são e sempre serão repelidos da Baixada. Quem diz isso não é só o clube, como instituição. É a nossa torcida, que sabe reconhecer ao longe quem não tem dignidade para se dizer Xavante.”

Redação: Eduardo Menezes – SEEB Pelotas e Região