Descaso do governo pode levar a falta de vacinas

9wqqn0s7hbyhw4ffeu3gduco1

Assim como aconteceu no ano passado, quando diversos países compraram vacina contra a Covid-19 de forma antecipada, o Brasil corre risco novamente de ficar sem imunizantes para a nova rodada da vacinação em 2022. O descaso do governo Bolsonaro na compra das vacinas preocupa.

Por conta disso, ex-integrantes da CPI da Covid-19 e, que atualmente integram o Observatório da Pandemia instalado no Senado, devem visitar, nesta quarta-feira (10/11), o Butantan para ter conhecimento da produção e oferta de vacinas. Com a missão de acompanhar os efeitos da pandemia, também pretendem ir à Fiocruz, à Pfizer e à Johnson & Johnson.

A preocupação é ainda maior porque só foram reservados R$ 3,9 bilhões no Orçamento do próximo ano para a compra de vacinas contra a Covid-19. O valor que o governo reservou é 86% menor do que o autorizado para esta finalidade. Ou seja, R$ 27,79 bilhões. Apenas R$ 2,22 bilhões foram gastos em 2020. Resultado: mais de 600 mil brasileiros morreram por conta da demora de Bolsonaro na aquisição de imunizantes.

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia