Gasolina tem alta de 73,4% no ano

image_processing20210211-14046-15i8aui

O povo não suporta mais a política ultraliberal imposta ao país desde o golpe de 2016 e aprofundada por Bolsonaro. Falta tudo no Brasil, inclusive emprego, dinheiro no bolso e comida na mesa. A renda das famílias brasileiras encolhe toda semana. Tudo está pela “hora da morte” e os consecutivos reajustes nos preços dos combustíveis agravam o cenário.

Desde janeiro, a gasolina aumentou 11 vezes. A alta acumulada é de 73,4%. O diesel, mais utilizado no transporte de cargas e alimentos, não fica atrás – no período a elevação foi de 65,3%. Os reajustes quase que semanais são decorrentes da política de preços que o governo Bolsonaro pratica na Petrobras – atrelando os aumentos ao dólar.

Se para uns está difícil tirar o carro da garagem, para outros milhões é impossível cozinhar no fogão. O preço do gás de cozinha também disparou e somente neste ano acumula alta de 80%. Em algumas cidades do Estado chega a custar R$ 125,00. Sem trabalho e sem dinheiro, muita gente corre risco e usa álcool para comer o pouco que tem.   

Enquanto os brasileiros se viram como podem para sobreviver no Brasil atual, muitos pegando restos de comida no lixo ou enfrentando filas intermináveis por um pedaço de osso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, se aproveita da disparada da moeda norte-americana para ganhar milhões em offshore

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia (SBBA)

Foto: Governo do Mato Grosso do Sul