Santander lucra R$ 4,1 bi, mas demite e fecha agências

santander-lucra-59-bilhoes-no-primeiro-semestre-de-2018_928a581c4d5b3d290425f50ffbc318ac

Enquanto a economia do país está na corda bamba e o povo tenta sobreviver, o Santander Brasil lucra cada vez mais. Obteve lucro líquido societário de R$ 4,103 bilhões no segundo trimestre deste ano. Um salto de 102,6% na comparação com o mesmo trimestre de 2020 (R$ 2,026 bilhões) e de 45,7% em relação ao primeiro trimestre de 2021, quando a lucratividade foi de R$ 2,816 bilhões.

O grupo espanhol tem maior lucratividade no país, que responde por 30% do lucro global. Em um ano, aumentou a receita com a cobrança pela prestação de serviços e tarifas em 8,3% e chegou a R$ 4,9 bilhões. No entanto, o resultado surpreendente do banco em meio a uma crise em decorrência da pandemia não impediu que 2.386 funcionários brasileiros fossem demitidos em 12 meses. Também fechou 140 agências e 91 Postos de Atendimento Bancário. 

Com ajuda do governo Bolsonaro no início da pandemia de Covid-19, o Santander ainda registrou lucro gerencial, que exclui fatores extraordinários, de R$ 4,171 bilhões, alta de 8% em relação ao mesmo período do ano passado – R$ 3,862 bilhões e de 5,4% quando comparado o primeiro trimestre deste ano (R$ 3,955 bilhões). Além disso, atingiu 21,6% de retorno sobre o patrimônio líquido médio, um indicador da lucratividade dos bancos. 

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia (SBBA)