Presidente da Caixa desrespeita brasileiros

Design sem nome-2

A realidade social do país parece estar bem distante do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que também ignora a importância da instituição para reduzir as desigualdades do país. O chefe do banco público teve a coragem de afirmar que não sabia da existência de pessoas morando em lixões.

O presidente da Caixa declarou que, em visita a alguns lixões, não pensou que existiam pessoas que vivessem em meio ao chorume. Há quase dois anos no comando do banco, Pedro Guimarães poderia contribuir mais para mudar a realidade se agisse para evitar o desmonte da instituição financeira, responsável por programas de redução das desigualdades sociais, a exemplo do Bolsa Família e do Minha Casa Minha Vida.

A declaração é um completo desrespeito com a camada da população que vive em condições subumanas, além de comprovar a falta de conhecimento da própria Caixa e do Brasil. Em 159 anos, o banco contribui para a melhoria das condições de vida da população diminuindo desigualdades e proporcionando a geração de empregos e renda.

A Caixa está imersa em um processo de desmantelamento capitaneado pelo governo Bolsonaro. Projetos essenciais estão nos planos de serem descontinuados, agravando a situação de vulnerabilidade de milhares de pessoas no país.

Fonte: SBBA