Governo vai continuar plano de privatização em 2021

VENDE-SE

Bolsonaro não esconde de ninguém que a intenção do governo é liquidar o patrimônio público. Por conta da pandemia, os planos foram adiados, mas em 2021, o Ministério da Economia tem a intenção de realizar nove privatizações, incluindo Correios e a Eletrobras.

A decisão foi tomada em reunião do PPI (Programa de Parceria de Investimentos). A lista de empresas públicas a serem privatizadas inclui ABGF (Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias), Emgea (Empresa Gestora de Ativos), Ceasa Minas e Trensurb (Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre). Outras três estatais, como a Companhia Brasileira de Trens Urbanos – MG, a Codesa (Companhia Docas do Espírito Santo) e a Nucleb (Nuclebrás Equipamentos Pesados) também estão na mira para serem vendidas.

A população brasileira já respondeu através de várias pesquisas ser contra as privatizações. Ainda assim, o ministro da Economia, Paulo Guedes, expressou insatisfação por não ter conseguido concluir nenhuma venda nos primeiros dois anos de governo. Enquanto isso, diversos sindicatos e entidades da sociedade realizam manifestações para impedir a entrega do patrimônio público, capaz de garantir a sustentabilidade da economia brasileira. 

Fonte: SBBA