Fim do auxílio levará milhões de brasileiros à pobreza

Design sem nome (84)

O governo Bolsonaro será responsável por 70 milhões de brasileiros que estarão na pobreza com o fim do auxílio emergencial. O benefício pago aos mais vulneráveis e atingidos pela pandemia de Covid-19 encerrará em dezembro deste ano deixando milhares de famílias sem o sustento básico.

Com o fim do auxílio, o Brasil ampliará em, pelo menos, 16 milhões o total de pessoas pobres, com um percentual de aumento de 23,6% no índice. Essa parcela da população passará a viver com menos de R$ 522,50 ao mês, em média, valor que representa menos de meio salário mínimo (R$ 1.045,00).

O aumento da pobreza deve afetar mais as regiões Nordeste e Norte. Para que a vulnerabilidade causada pela falta de renda não aumente tanto, a economia e o emprego teriam de passar por uma recuperação muito forte, com impactos positivos. Algo que o governo até hoje não conseguiu ser capaz de fazer.

Fonte: SBBA