Alta da inflação causa aumento generalizado no mercado

Design sem nome (31)

Com uma trajetória contínua de aumento, a inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) subiu 0,86% no mês passado, a maior taxa para outubro desde 2002, segundo o IBGE. Com a elevação, a alimentação de milhares de brasileiros ficou mais cara, em um momento de crise causada pela pandemia.

Atualmente, o indicador nacional da inflação no país soma 2,22% no ano. Em 12 meses, está acumulado em 3,92%. Para comparação, em outubro de 2019 o IPCA em 12 meses estava em 2,54%. A maior elevação veio do grupo da alimentação e das bebidas. Houve alta de 1,93%, representando 0,39 ponto percentual no resultado geral do mês.

Outros itens fundamentais no consumo diário do brasileiro, como gasolina e gás de botijão, também subiram. No grupo dos alimentos, produtos como o arroz e o óleo de soja tiveram avanços expressivos no mês registrando 13,36% e 17,44%, respectivamente.

Enquanto os preços sobem absurdamente, o governo nada faz para regular o mercado interno e reduzir a inflação. Com a pandemia do coronavírus, o governo estuda não mais pagar o auxílio emergencial, deixando milhares de brasileiros totalmente desamparados. 

Fonte: SBBA

Arte: Seeb Pelotas