Queda no número de mamografias na pandemia

photo-1581594624138-defffbdc0f0f

A maior causa para a não realização do exame de mamografia ainda é a falta de informação. É o que aponta a SBM (Sociedade Brasileira de Mastologia) sobre o exame que deve ser feito anualmente por mulheres acima de 40 anos.

O levantamento da Fundação do Câncer revela que reduziu em 84% o número de mamografias realizadas durante o período de crise sanitária, em comparação ao ano passado.  Por conta da pandemia do novo coronavírus, houve queda de 75% de atendimentos em hospitais públicos de pacientes em rastreamento e tratamento para câncer de mama em março e abril.

 Os dados alarmantes acontecem mesmo com a grande mobilização e visibilidade da campanha Outubro Rosa. Mas, é necessário atenção. São esperados 66.280 novos casos de câncer de mama para este ano no Brasil. Além da mamografia, também é recomendado o autoexame, que deve ser feito pelo menos uma vez por mês, mas não substitui a realização do procedimento. No caso de detecção precoce, a doença pode alcançar até 95% da cura.  

Fonte: SBBA

Arte: Seeb Pelotas