Bancários protestam contra demissões pelos bancos

#BASTADEDEMISSÕES

Os bancários estão organizados, em campanha, junto ao movimento sindical, contra as demissões pelos bancos. Em todo o país, os bancos privados já demitiram mais de 1,3 mil trabalhadores durante pandemia. Na base de Pelotas, três empregados dos bancos privados foram demitidos: 1 do Itaú, 1 do Santander e 1 do Bradesco.

Na sexta-feira, um tuitaço contra as demissões pelo Itaú esteve entre os assuntos mais comentados da rede. Com a hashtag #ItaúNãoDemitaMeusPais, o protesto procurou mostrar não apenas que o banco descumpriu o compromisso de não demitir funcionários durante a pandemia, mas também que a responsabilidade social pregada pelo Itaú em suas peças publicitárias nem sempre e colocada em prática por ele mesmo.

Em uma só tacada, o banco demitiu 130 funcionários na área de Veículos, além de outras que ocorram em agências bancárias.

Banco acusa o baque

Na própria sexta-feira o banco divulgou um comunicado interno aos seus funcionários falando sobre a atuação pessoal nas redes sociais. Para Jair, trata-se de uma tentativa de intimidar os funcionários e reduzir a participação dos funcionários nas ações dos sindicatos.

A campanha contra as demissões continuará, com um novo tuitaço na próxima sexta-feira (9).Além do Itaú, o Santander e o Bradesco também estão demitindo funcionários em plena pandemia. Com as demissões, os bancos contribuem para o aumento do desemprego no país, que já era alto, e dificultam a recuperação da economia.

Fontes: Contraf-CUT e Sul 21, com edição Seeb Imprensa Pelotas

Arte: Seeb Pelotas