CCT e aditivo do BB são assinados

CCT e aditivo são assinados

Os bancos têm até o dia 30 de setembro para creditar aos funcionários a antecipação da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e o abono de R$ 2 mil. A CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) foi assinada na última sexta-feira (04) pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e o Comando Nacional dos Bancários. O Banco do Brasil também assinou o aditivo.

Para 2020, o acordo garante à categoria, além do abono e dos demais direitos da CCT, reajuste de 1,5% nos salários, e a correção do vale refeição, vale alimentação, auxílio 13ª cesta alimentação, auxílio creche, auxílio babá e outros benefícios pelo INPC. 

Em 2021, os bancários terão a reposição do INPC acumulado no período (1º de setembro de 2020 a 31 de agosto de 2021) e aumento real de 0,5% para salários e demais verbas como vale-alimentação e vale-refeição, assim como para os valores fixos e tetos da PLR. 

Aditivo do BB
Além dos direitos assegurados pela CCT, o acordo aditivo de trabalho do Banco do Brasil garante ainda a integralidade do programa próprio de PLR, a manutenção de três ciclos avaliatórios do GDP (Gestão de Desempenho Profissional), e a instalação das mesas paritárias sobre a situação dos funcionários de bancos incorporados, saúde, segurança escritório digital e teletrabalho.

Com informações do SBBA