Categoria quer resposta nesta terça-feira (18)

Captura de Tela 2020-08-17 às 19.58.57

Nesta terça-feira (18), das 11h às 13h, será realizada a sétima rodada de negociações do Comando Nacional dos Bancários com representantes da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A categoria cobra aumento real nos salários e PLR de três salários mais parcela fixa de R$ 10.742,91, além da mesa única de negociação e da manutenção dos direitos já conquistados ao longo dos anos.

No dia 31 de agosto encerra-se o atual Contrato Coletivo de Trabalho (CCT), mas, até agora, após seis rodadas de negociações, os bancários seguem aguardando respostas, mesmo que as reivindicações tenham sido entregues ainda no final de julho.

É importante lembrar, também, que, com a entrada em vigor da reforma trabalhista, alavancada ainda no governo Temer, teve fim a ultratividade, colocando em risco as conquistas históricas da categoria, já que não há mais nenhuma garantia de que o contrato coletivo seja respeitado.

Como se não bastasse, representantes da Fenaban têm insinuado que existe a intenção da volta do ranqueamento individual das metas e não têm se mostrado receptivos às reivindicações quanto à PLR. Com a política econômica que está em curso, no governo Bolsonaro, que ofereceu um auxílio generoso aos bancos, por ocasião da crise sanitária, fica evidente que é possível atender as reivindicações.

Hoje, no Brasil, aproximadamente 300 mil bancários estão em regime de teletrabalho. Essa nova dinâmica, certamente, contribui para a economia dos bancos, que têm gastado menos com luz, água, segurança e demais despesas.

Como parte da pressão da categoria para que avancem as negociações, está marcado um tuitaço para esta terça-feira (18), às 10h, utilizando a seguinte hashtag: #NaLutaPorAumentoReal .

Seeb Imprensa Pelotas