Cerca de 36% dos trabalhadores ocupados tiveram perdas na renda durante pandemia

dinheiro_da_plr_0

Os trabalhadores ocupados sentiram os impactos da pandemia nos rendimentos. Cerca de 36% tiveram alguma perda na remuneração na comparação com a situação anterior à pandemia. Os dados são do boletim divulgado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).  

De modo geral, a redução média foi de 61%. A pesquisa ainda mostra que entre os trabalhadores com carteira assinada o percentual chega a 12%. Enquanto as perdas foram maiores entre os trabalhadores de serviço e do comércio, por outro lado militares e pessoas com cargos de direção tiveram perdas menores nos rendimentos. 

O auxílio emergencial de R$ 600,00, mesmo insuficiente, foi responsável por ajudar boa parte dos trabalhadores que continuaram em atividade, mas perderam a renda. Entre esses trabalhadores, o salário médio era de R$ 1.427,00 antes da pandemia. Com a crise, perderam R$ 901,00. 

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia