Gripe: Vacinação reinicia no RS

national-cancer-institute-fi3zHLxWrYw-unsplash

O Rio Grande do Sul recebeu 900 mil doses de vacina da influenza (H1N1, H3N2 e Influenza B) para a continuidade da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. Com esse novo lote, o Estado já recebeu o equivalente a 80% de todas as doses previstas para a campanha deste ano, totalizando 5.069.741 frascos.

As vacinas são produzidas pelo Instituto Butantan e distribuídas pelo Ministério da Saúde. Assim que o Estado recebe as doses, são repassadas às Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs) e, então, aos municípios.

No fim de abril, o Ministério da Saúde divulgou mudanças no calendário da estratégia de vacinação, suspendendo o Dia D, que estava programado para o sábado (9/5).

De acordo com o governo federal, a mudança ocorre em razão do momento atual de propagação da Covid-19 e da disponibilidade de vacinas pelo Instituto Butantan. “Aumentando o tempo da campanha e dividindo mais os públicos que devem ir até os postos, diminuem-se também as aglomerações e possíveis contágios do coronavírus nesses ambientes”, disse a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Tani Ranieri.

Programação

• Até 10 de maio: doentes crônicos, pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional, forças de segurança e salvamento, população indígena, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários;

• De 11 a 17 de maio: crianças de seis meses a menores de seis anos, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias;

• De 18 de maio a 5 de junho: adultos de 55 a 59 anos, professores das escolas públicas e privadas.

Fonte: Diário da Manhã

Foto: NCI/Unsplash