Instituto de Menores pede doações de alimentos

977081_492574744141885_1933036349_o

Além de itens da cesta básica, qualquer quantia em dinheiro pode ser doada

O Instituto de Menores Dom Antônio Zattera (IMDAZ) arrecada alimentos para 230 famílias das crianças atendidas no espaço. Os itens que compõem a cesta básica podem ser entregues na sede do Instituto. A partir das doações, o IMDAZ espera assegurar as três refeições diárias que as crianças recebiam no espaço, além de também estendê-las aos seus familiares.

Em três semanas, a campanha arrecadou 730 cestas básicas, em torno de 12 mil quilos de alimentos. Entretanto, devido às dificuldades permanentes enfrentadas por muitas famílias em Pelotas, o Instituto estendeu o período de doações.

As doações podem ser deixadas na portaria do Instituto, localizado na Avenida Domingos de Almeida 3150, das 8h às 17h, em qualquer dia da semana. Para quem não quer sair da quarentena, basta ligar para o telefone (53) 32280555 ou mandar mensagem para o Whatsapp (53) 984030402 e solicitar a busca dos itens a serem doados. Além de alimentos e produtos de limpeza, também poderá ser doada qualquer quantia em dinheiro através da seguinte conta: Banco Banrisul – Agência: 0320; Conta: 061016770-9; CNPJ: 92.238.138.0022/76 – Instituto de Menores Dom Antônio Zattera.

Solidariedade de alunos e professores da UCPel

Para contribuir com a iniciativa do Instituto de Menores, que está com as atividades presenciais suspensas em função do isolamento social, estudantes e professores da UCPel se uniram para arrecadar alimentos. Os alunos da disciplina Odontologia em Saúde Coletiva, motivados pela professora Beatriz Costa Bidigaray, foram os primeiros a se engajar.

A turma se organizou para arrecadação de produtos e até uma “vaquinha virtual” foi criada. “As crianças atendidas no espaço estão passando por dificuldades e a gente não pode fechar os olhos para isso”, comenta a professora Beatriz.

Jennifer Neujahr, acadêmica do curso de Odontologia, conta que muitos colegas contribuíram com uma quantia em dinheiro, já que não estão na cidade nesse período. “Eu pedi doações através das redes sociais e também me disponibilizei para ir buscar os alimentos”, conta. De acordo com a estudante, muitas pessoas querem doar, mas às vezes não sabem como.

Gabrielly Teixeira é outra estudante engajada na campanha. Ela conta que mobilizou a sua família e a do namorado, também estudante da UCPel, e arrecadou mais de 100 quilos de alimentos para o Instituto. “Senti uma gratidão de poder estar ajudando”, revelou.

Uma cesta básica costuma durar somente uma semana para muitas famílias. Por isso, é possível ver com frequência uma fila de pessoas em frente ao Instituto pedindo por mais mantimentos. “Óleo, leite e produtos de higiene são os itens mais solicitados”, observou Gabrielly.

Com a extensão da campanha, o IMDAZ está atraindo mais apoiadores. Após a iniciativa do curso de Odontologia, turmas dos cursos de Direito e de Serviço Social também engajaram-se na boa ação. Juntas, elas arrecadaram e entregaram cerca 400 quilos de doações. O Instituto de Menores também segue recebendo produtos diariamente de outras instituições parceiras.

Fonte: Diário da Manhã

Foto: Reprodução