Santander aumenta custo do plano de saúde dos funcionários

aumento_mensalidade_santander

Após alterar operadora do plano de saúde dos trabalhadores de forma unilateral, banco espanhol comunicou aumento de 20% no valor da mensalidade

O Santander informou que os valores do plano de saúde dos seus funcionários sofrerão um expressivo aumento, muito acima da inflação, de 20% nas mensalidades.

No início do ano, o banco já havia mudado a operadora do plano de saúde sem qualquer negociação com o Sindicato – de Bradesco Saúde para Sulamérica – o que acarretou prejuízos aos bancários com o aumento da coparticipação de 20% para 25% em consultas, exames simples, terapias e atendimentos de emergência e, a partir da sexta consulta, esse percentual sobe para 30%.

Cobrança – O Sindicato cobra que o Santander suspenda o aumento nas mensalidades do plano de saúde e abra um canal de negociação transparente com a representação dos trabalhadores.

O Santander não pode simplesmente, de uma hora para outra, mudar a operadora do plano de saúde e impor consecutivos aumentos acima da inflação. Isso sem qualquer negociação com o Sindicato. O banco vive propagandeando que é uma das melhores empresas para trabalhar, o que não condiz com a realidade. As pessoas se planejam financeiramente e esses aumentos repentinos são muito prejudiciais.

Com informações do Sindicato dos Bancários de São Paulo