Hoje é dia de ato em repúdio às homenagens à ditadura militar

Captura de Tela 2019-04-01 às 11.46.03

Hoje, dia 1° de abril, a partir das 17h30, na esquina democrática (Calçadão do Chafariz), em Pelotas-RS, será realizada uma manifestação contra a comemoração do Golpe de 1964, que instaurou uma ditadura civil-militar em nosso país.

De acordo com o Código penal, em seu artigo 287, é tipificado como crime: “fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime”. Além disso, conforme a Lei de Segurança Nacional, é considerado crime “fazer, em público, propaganda de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social”. Nossa Lei maior, a Constituição Federal, também diz que “constitui crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático”.

Estamos na semana da Memória, Verdade e Justiça, às vésperas de uma das datas mais lastimáveis da história do Brasil. Em 31 de março de 1964, os militares depuseram João Goulart, dando início a ditadura civil militar que, durante 21 anos, prendeu, torturou e assassinou centenas de pessoas em nosso país.

Enquanto lembramos nossos mortos e lutamos por justiça, recebemos a revoltante notícia de que o atual Presidente da República, Jair Bolsonaro, havia determinado que o Ministério da Defesa realizasse as devidas comemorações aos 55 anos do golpe.

Não podemos silenciar frente ao horror representado por estas comemorações, precisamos combater a política fascista de Bolsonaro nas ruas.

Por isso, convidamos todas e todos para, neste dia 1° de abril, ocuparmos a esquina democrática de Pelotas, às 17:30, em defesa da democracia e para reafirmar: DITADURA NUNCA MAIS!

Com informações da RádioCom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *