Governo sucateia comunicação pública

salve a rede minas1

Criada para oferecer uma visão não mercadológica da notícia, a EBC (Empresa Brasil de Comunicação) tem sido alvo de censura e sucateamento do governo Temer. Um corte de 63% dos recursos faz a instituição agonizar ao se transformar em uma máquina propagandística do presidente. O retrocesso não é de hoje.

Temer tratou de criar uma medida provisória para destituir o Conselho Curador, órgão representante da sociedade civil na empresa no dia seguinte à posse, em 2016. Em outra canetada, também acabou com a nomeação do diretor-presidente, antes do mandato de quatro anos, agora podendo ser feita na hora que bem entender o presidente da República.

As rádios públicas também são desprestigiadas. São comuns as mudanças de títulos para “suavizar” as críticas ao governo. Ver uma empresa com missão pública servir para beneficiar o governo, sem dúvidas, é lamentável.

Seeb Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *