Marcha celebra Consciência Negra neste sábado (19)

Design sem nome (58)

A programação alusiva ao Dia Nacional da Consciência Negra, terá atividades no sábado. Conforme os organizadores, está programada a tradicional Marcha Mestra Griô Sirley Amaro, e também a Feira Artística e Cultural. O grupo convida a comunidade para prestigiar a programação.

MARCHA terá concentração às 9h no Altar da Pátria, à avenida Bento Gonçalves. O percurso abrange as ruas Andrade Neves, Major Cícero, Anchieta, culminando com a chegada à Praça Cel. Pedro Osório.

FEIRA será das 10h às 21h, à Praça Cel. Pedro Osório. No local, durante o sábado, haverá exposição de afro-empreendedores. Também serão realizadas rodas de conversa, e ocupação ativista. Na Feira Artística e Cultural, capoeira, contação de história para crianças, e apresentações musicais.

HOMENAGEM – A pelotense Sirley Amaro, que faleceu aos 84 anos em outubro de 2020, é a homenageada da Marcha da Consciência Negra. Sirley começou a trabalhar como costureira aos treze anos. Entre as suas peças mais conhecidas, estão os “fuxicos”. Aproveitando as sobras de tecidos coloridos, criou bonecas e adereços para uso doméstico. Dona Sirley levou sua técnica de costura, para o espaço Casa de Meninas de Pelotas. Ela também trabalhou em escola. Na trajetória, integrou o grupo Odara, e o coral Talentos da Maturidade. Sua história teve reconhecimento nacional, através do programa Cultura Viva, do então Ministério da Cultura. Em 2007, ela foi reconhecida oficialmente como mestra Griô. Em 2013, Sirley foi a ganhadora do Prêmio Culturas Populares, Edição 100 anos de Mazzaropi. O projeto nasceu em Lençóis (BA), no Ponto de Cultura Grãos de Luz e Griô, que existe desde 1993.

Fonte: Carlos Cogoy – Diário da Manhã