Casos de Covid-19 seguem aumentando em Pelotas

Um óbito e 463 novos casos de Covid-19 são registrados em Pelotas nas últimas 24h

Com a taxa de transmissão (RT) em 1,25, Pelotas tem registrado um aumento significativo no número de casos de Covid-19. Somente nas últimas 24h, o município confirmou 463 novos infectados, sendo que 44 exames ainda aguardam resultados e muitas pessoas, com sintomas alérgicos e gripais, não têm realizado o teste.

Ainda nesta última terça-feira, 24 de maio, foi confirmada a morte de mais uma mulher, de 39 anos, que não estava internada em nenhum hospital e morreu em seu domicílio. Ao todo, 87.233 pessoas já contraíram o vírus, em Pelotas, sendo que 1.409 perderam suas vidas em decorrência de complicações provocadas pelo desenvolvimento da doença no organismo,

Conforme alerta o Painel Covid da Prefeitura, sempre que a RT está acima de 1.0, um grupo de 100 pessoas tem o potencial de transmitir o vírus para outras 100. Desde o dia 23 de abril, quando a RT esteve em 0,77, a curva de contágio voltou a subir, chegando a 1,65, no dia 30 de abril.

Hoje, após oscilar entre uma taxa de transmissão de 0,97, no dia 7 de maio, até 1,59, no dia 14 deste mesmo mês, a menor RT registrada foi de 1,1, o que demonstra a dificuldade da situação retornar ao quadro de menor contágio, verificado ainda no mês de abril.

Em entrevista ao Programa Contraponto, da RádioCom, no último dia 20 de maio, o epidemiologista Pedro Hallal, que é docente da UFPel, alertou para o fato de que a Comitê Covid da Prefeitura tem agido de forma muito mais reativa do que preventiva. “O Comitê Covid da UFPel emite um sinal de alerta e demora um tempo para que isso se materialize em ação, no âmbito municipal”, afirmou.

Para o pesquisador, não seria necessário haver este descompasso para a adoção de medias que estejam de acordo com os diferentes momentos da Pandemia, entre os dois comitês, já que muitas pessoas que compõem estes grupos são as mesmas.

Redação: Eduardo Menezes / SEEB Pelotas e Região