Salas virtuais da 16ª Plenária Nacional da CUT já estão abertas (Veja como acessar)

Plenária-Nacional-CUT

O evento, que tem por objetivo reorganizar a estratégia de luta da CUT com base na realidade da classe trabalhadora, tem mais de 950 delegados e delegadas de todo o país inscritos. Juntos, elas e eles farão parte deste importante momento da história de luta da Central.

As salas de teste para participação já estão abertas. Confira nesta matéria algumas instruções essenciais para participar do evento.

Acesso

Desde o último domingo, os delegados e delegados inscritos já estão recebendo e-mails e SMS com links para acesso. A sala de testes já está aberta. 

É bom lembrar a todas e todos que a Secretaria-Geral da CUT enviou um informativo por e-mail contendo links para instalação do aplicativo Zoom nos celulares. O Zoom é a plataforma escolhida para a realização da Plenária da CUT.

Uma vez no aplicativo, ao clicar no link enviado por e-mail, o delegado será redirecionado ao auditório virtual da CUT. Nesta tela, é necessário preencher o CPF e uma senha.

Ainda assim, se houver alguma dificuldade, para os dias da Plenária, haverá uma equipe de suporte técnico para dirimir dúvidas e facilitar o acesso, por meio de WhatsApp. O número está distribuído por regiões. Para acessar a sua região ou pedir ajuda técnica, veja orientações enviadas pela Secretaria-Geral no documento intitulado: Dicas de Acesso ao Portal e ao Suporte Técnico.

Também segue na orientação enviada pela Secretaria-geral, o Regimento Interno e o Texto de Subsídios para Atualização da Conjuntura, nos Anexos 4 e 5.

O Caderno de Emendas será enviado o mais breve possível.

Imprensa

Por ser virtual e ter limite de acessos, a cobertura da plenária será limitada, inclusive para os jornalistas das CUTs estaduais, sindicatos, federações, confederações e ramos.

A orientações para os jornalistas foram postadas no grupo de WhatsApp GTRedeCUT de Comunicação.

Plenária

De acordo com o presidente da CUT, Sérgio Nobre, a Plenária tem como foco debater o cenário pelo qual passa o país, de ataques aos direitos e à democracia, e apontar caminhos para a defender e representar o conjunto da classe trabalhadora frente às adversidades.

“Vivemos um período tenebroso, como nunca visto na história recente do país. A classe trabalhadora e seus representantes legítimos – o movimento sindical – nunca foram tão atacados como nesse governo desqualificado e criminoso”, diz o presidente da Central

Os tempos atuais trouxeram novos desafios que foram impostos tanto pela caótica situação política do Brasil, quanto pela pandemia, que agravou a crise econômica e acentuou as desigualdades com impacto maior sobre os trabalhadores e trabalhadoras, explica a Secretária-Geral da CUT, Carmen Foro.

“O momento é delicado, mas de uma necessidade muito grande de se reorganizar e fazer o que a CUT sempre fez, que é lutar com mais garra ainda, e com todos os seus instrumentos, para defender os trabalhadores”, diz a dirigente.

Para esses debates foram convidadas personalidades que contribuirão para a construção do que será a estratégia de luta da CUT a partir de agora. Confira abaixo.

Programação

A abertura da Plenária está programada para às 19h desta quarta-feira, dia 20, e terá transmissão aberta pelas redes sociais da CUT. O evento homenageará postumamente os ex-presidentes da CUT, João Felício e Klejd Jacobsen, que dão nome à Plenária e contará com a participação de representantes de entidades sindicais internacionais como Sharam Burrow, presidenta da Confederação Sindical Internacional (CSI), e Rafael Freire, presidente da Confederação dos Trabalhadores e Trabalhadoras das Américas (CSA).

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva também é presença confirmada para a abertura da Plenária Nacional Estatuária da CUT

Os painéis e debates que atualizarão o estatuto e nortearão a atuação da CUT para os próximos tempos serão realizados do dia 21 ao dia 24, de forma virtual e restrita aos inscritos – delegados, assessores, observadores e imprensa.

Confira!

21/108h – Abertura da sala9h – Saudação e acolhida dos delegados/as9h15 – Leitura e Aprovação do Regimento Interno10h – Conjuntura–  Conferência “os desafios da classe trabalhadora na atual conjuntura e perspectivas futuras” com Dilma Rousseff e Celso Amorim11h – Apresentação do Texto Base sobre Conjuntura11h15 – Intervalo11h30 – Exposição das forças políticas12h10 – Intervenções de Plenário13h30 – Encerramento dos trabalhos do dia 
22/108h30 – Abertura da sala9h – Saudação e acolhida dos delegados/as9h20 – Estratégia da CUT–  Exposição da CSA – Rafael Freire-  Apresentação do Texto Base – Carmen Foro 10h20 – Apresentação do projeto “Brigadas Digitais da CUT”10h40 – Grupos de TrabalhoIntervalo – definição em cada grupo12h30 – Apreciação e Votação das Emendas sobre tema da Estratégia – Plenário13h30 – Encerramento dos trabalhos do dia 
23/108h30 – Abertura da sala9h00 – Saudação e acolhida dos delegados/as9h15 – Projeto Organizativo da CUT–  Exposição do presidente Sergio Nobre10h – Grupos de Trabalho:Intervalo – definição em cada grupo13h – Apresentação do Projeto CUT/OIT “Investigação, Organização e Fortalecimento dos Direitos e Diálogo Social com os Trabalhadores de Aplicativos de Entrega em Brasília e Recife”13h30 – Encerramento dos trabalhos do dia 
24/108h30 – Abertura da sala9h – Saudação e acolhida dos delegados/as9h15 – Projeto Organizativo da CUT§  Apreciação e Votação das Emendas sobre Projeto Organizativo da CUT11h15 – intervalo11h30 – Plano de Lutas–  Apreciação e Votação de Emendas ao Plano de Lutas12h30 – Moções –  Apreciação e Votação de Moções13h – Encerramento da 16ª Plenária Nacional-  Coordenação Geral da Plenária Carmen Foro e presidente da CUT, Sergio Nobre-  Vídeo final