Trabalhadores pressionam parlamentares contra PEC 32

IMAGEM_NOTICIA_3 (1)

Prestes a votar a reforma administrativa, os parlamentares em Brasília estão tendo diversas reuniões organizadas pelas lideranças de trabalhadores, que continuam no dia de hoje. Na última terça-feira (14/09), houve manifestação contra a emenda que ataca os direitos dos servidores públicos no aeroporto da cidade, para recepcionar os deputados que chegavam para a semana de votação no Congresso Nacional.

Através da PEC 32, a estabilidade de futuros servidores públicos será extinta e amplia a contratação de comissionados e reduz concursos públicos. O projeto acaba com garantias, como adicionais por tempo de serviço e promoções de carreira, acentuando as propostas de enxugamento do Estado, permitindo contratar pessoal sem concurso e sem exigência de qualificação.

No fim, o grande objetivo da reforma administrativa é facilitar a privatização das empresas e bancos públicos. O governo despreza o potencial que as estatais têm em induzir políticas econômicas, ignorando a necessidade do desenvolvimento do país. Sem o serviço público, ações como pagamento do auxílio emergencial realizado pela Caixa, não poderiam ser operacionalizados, além dos servidores do SUS.

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia (SBBA), com edição SEEB Pelotas e Região