Colapso do Sistema de Saúde: UTIs de Pelotas estão lotadas e situação não é diferente em todo o estado

Design sem nome – 2021-03-14T174942.143

Após confirmar mais três óbitos e 358 novos casos de Covid-19, em Pelotas, no último final de semana, a superlotação das Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) revela o agravamento da crise sanitária, no município, e em todo o Estado. Ao final da tarde deste domingo (14), conforme os últimos dados informados pela Prefeitura, a ocupação das UTIs estava oscilando em torno de 107%, na cidade.

De acordo com os números divulgados pelo Governo do Estado, também neste final de semana, a situação, em todo o território gaúcho, é crítica. A ocupação dos leitos de UTI, tanto da rede pública quanto da rede privada, já ultrapassa a capacidade disponível. Dados oficiais revelavam, ainda ontem, que a taxa de ocupação, em todo o Rio Grande do Sul, segue a mesma dinâmica de Pelotas, com uma superlotação de, aproximadamente, 110%, dos leitos de UTI.

Número de exames também é alto

O número de pessoas que estão realizando testes para saber se contraíram o vírus também segue alto. Somente em Pelotas, 528 pessoas ainda aguardam resultados de exames. Desde o início da Pandemia, o município já registrou 25.459 casos da doença, sendo que, destes, 410 pessoas perderam suas vidas para complicações decorrentes da contaminação pelo coronavírus.

Redação: Eduardo Menezes – SEEB Pelotas, com informações da Prefeitura de Pelotas e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul