‘Não Toque em Meu Companheiro’ tem novas exibições no Canal Brasil a partir desta segunda (14)

Documentario Fenae SP 600 x 400

O canal Brasil anunciou novas exibições do documentário “Não Toque em Meu Companheiro”, dirigido por Maria Augusta Ramos neste mês de dezembro. Além de ter sido incluído na programação da última terça-feira (8), o filme será exibido também na próxima segunda-feira (14), às 18h, e no dia 23, às 9h05. A exibição é mais um destaque da produção, que já está disponível em sete plataformas.

“Não Toque em Meu Companheiro” foi coproduzido pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) e conta a história da mobilização de um grupo de 110 empregados da Caixa de Minas Gerais, Paraná e São Paulo, após serem demitidos injustamente em 1991.

O documentário reúne tanto os trabalhadores demitidos à época do governo Collor como a nova geração da Caixa. Faz um paralelo, durante 74 minutos, entre o governo do então presidente Fernando Collor de Mello, que implantou medidas severas de redução do Estado, e o governo atual, do presidente Jair Bolsonaro, que inaugura um novo ciclo neoliberal e de privatizações no país.

Conforme a avaliação do presidente da Fenae, Sergio Takemoto, a obra é importantíssima por resgatar um momento histórico dos trabalhadores do País. “Neste momento de crise em que a classe trabalhadora está sendo asfixiada, é fundamental resgatarmos histórias como esta, que mobilizou os empregados da Caixa Econômica”, disse.

Relato de momentos históricos

 “O filme mostra que a união vence todos os obstáculos e dá forças para que a luta pela Caixa 100% pública e social seja intensificada”, frisou ainda o presidente da Federação. Segundo Takemoto, “o documentário permite que os empregados do banco conheçam um dos momentos mais difíceis enfrentados pela categoria”.

Um dos protagonistas do movimento que levou ao documentário, o atual diretor de Formação da Fenae, Jair Pedro Ferreira, disse que mais do que importante para os trabalhadores, o filme ajuda os brasileiros a um entendimento sobre o Brasil como um todo. De acordo com ele, a mobilização da Caixa foi um capítulo importante da luta por direitos dos trabalhadores.

“O resgate da história de luta pela reintegração dos demitidos é vital para os novos empregados compreenderem que o movimento nacional na Caixa é feito de mobilizações e conquistas”, salientou.

Reafirmação da solidariedade

Ferreira é da opinião que “registrar e contar esses acontecimentos, rever as pessoas, ouvir sobre o que cada um viveu e reafirmar a rede de solidariedade entre trabalhadores de um mesmo banco, o único 100% público do país, são alguns dos saldos captados pelo documentário”.

“Não Toque em Meu Companheiro”também está disponível em oito plataformas, podendo ser acessado pelos interessados nos seguintes canais: Globo Play, Google Play, iTunes, Net Now/Claro, Oi Play, Vivo Play, FilmeFilme  e Looke.

Ficha técnica:

Direção/Roteiro: Maria Augusta Ramos
Produção: Maria Augusta Ramos/NoFoco Filmes
Coprodução: Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae)
Diretor de Fotografia: Diogo Lajst e José Eduardo Eduardo Pereira
Som: Fernando Akira, Lucas Maffini e Eder Boldieri
Edição: Eva Randolph
Edição de Som: Rodrigo Maia Sacic
Mixagem: Gustavo Loureiro
Direção de Produção e Pesquisa: Zeca Ferreira

Fonte: Fenae