Categoria bancária conquistou cláusulas de apoio às mulheres vítimas de violência

Design sem nome – 2020-12-01T094415.347

Na Campanha Nacional dos Bancários 2020, a categoria mais uma vez demonstrou ser vanguarda na luta por uma sociedade mais justa e igual para todos, conquistando a inclusão na Convenção Coletiva de Trabalho 2020, assinada em 4 de setembro, cláusulas de prevenção à violência contra a mulher (cláusulas 58 a 54).

Entre as medidas conquistadas estão: comunicado interno, a ser enviado pelos bancos aos trabalhadores, sobre prevenção à violência doméstica e familiar contra a mulher; canal de apoio à bancária vítima de violência; e outras medidas de apoio como, por exemplo, a realocação da bancária vitima de violência em outro local de trabalho, garantindo o sigilo do mesmo, e linha de crédito ou financiamento especial para estas mulheres.   

Em 2019, houve um aumento de 7,3% nos casos de feminicídio, em comparação com o ano anterior. 1.314 mulheres foram mortas pelo simples fato de serem mulheres, uma a cada sete horas.  Os dados são do Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Fonte: Redação Spbancarios, com edição Seeb Pelotas

Arte: Seeb Pelotas