Dívida pública deve atingir 100% do PIB do país

Design sem nome (9)

A situação do Brasil vai de mal a pior sob o governo Bolsonaro. A dívida pública do país deve encerrar o ano de 2020 em torno de 100% do PIB (Produto Interno Bruto). A estimativa do FMI (Fundo Monetário Internacional) é reflexo do fracasso do regime fiscal imposto ao país pelo golpe jurídico-midiático-parlamentar em 2016, fundamentado pelo teto dos gastos, e deve permanecer a níveis parecidos a médio prazo.

Temer justificou que o congelamento das despesas públicas primárias por 20 anos seria indispensável ao equilíbrio das contas. Conversa fiada. O pagamento dos juros da dívida pública consomem cerca de 50% do Orçamento da União e são as principais causas do desequilíbrio fiscal. Além disso, não sofre qualquer restrição. Inclusive, os lucros alcançados pelos banqueiros são sagrados.

 Os cortes os investimentos e gastos dos governos precarizam os serviços públicos e sacrificam as universidades e a ciência e ainda deprimem a economia e reduz a arrecadação. Para atender os interesses do mercado, as ofensivas do neoliberalismo atingem em cheio os direitos do povo, as conquistas democráticas e a soberania nacional. 

Fonte: SBBA