Santander descumpre compromisso e bancários protestam contra demissões

BASTA DE DEMISSÕES! (2)

A quinta-feira (24) foi marcada por protestos, em todo o país, contra as demissões arbitrárias no Santander. O banco tem descumprido o acordo firmado na Campanha Nacional, e tem demitido até mesmo gestantes.

Utilizando as hashtags: #SantanderPareAsDemissões #SantanderNãoTerceirize, nas redes sociais, e mobilizados também, nas ruas, em algumas localidades, como na cidade de São Paulo, os trabalhadores do banco denunciaram a postura cruel do banco espanhol.

A política de cortes não se justifica, já que, apenas no primeiro trimestre de 2020, o Santander obteve um lucro líquido de R$ 3,77 bilhões – uma expansão de 10,5% se considerado o mesmo período, em 2019.

Gestantes e departamentos inteiros, do banco, têm sido desligados, implementando a política de terceirização de parte dos serviços prestados. Outro absurdo, que vem sendo denunciado, diz respeito às demissões por telefone. Estados como Rio de Janeiro e São Paulo são os que mais estão sofrendo com essa postura desumana.

Seeb Imprensa Pelotas, com informações da Contraf-CUT