Banrisul avança na mesa, mas proposta ainda é insuficiente

negociações banrisul

Comando Nacional dos Banrisulenses volta a se reunir por videoconferência com o banco nesta sexta-feira, 28/8

Depois da resistência imposta pelo Comando Nacional dos Banrisulenses, pela manhã de ontem (27/08), a diretoria do Banrisul recuou. Na parte da tarde da rodada de negociação, a conversa mudou. Houve avanços, mas os representantes dos banrisulenses consideraram as propostas insuficientes.

O banco retirou o corte de 10% na PLR Banrisul, manteve a 13ª cesta e propôs que o reajuste que vier na negociação nacional com a Fenaban seja aplicado só nos salários.

Pela manhã, o banco mexeu em direitos históricos dos Banrisulenses. Propôs reduzir a PLR de 1,8% do lucro líquido para 1,62%. Os negociadores representantes da diretoria do banco também queriam cortar a 13ª Cesta e congelar salários e verbas.

Entretanto, o Comando Nacional dos Banrisulenses reagiu e a proposta foi rejeitada com veemência na mesa, com o argumento de que a proposta ia na contramão até mesmo do que estava sendo negociado pela Fenaban.

À tarde, os representantes do banco voltaram com avanços. Anunciaram que manteriam a PLR Banrisul como é, com regra de 1,8% do lucro líquido distribuídos igualmente a todos os colegas, e que aplicarão os índices de reajuste da proposta da Fenaban (se houver) apenas nos salários.

O Comando Nacional esclarece que está viabilizando tecnicamente uma assembleia virtual para que os Banrisulenses possam participar, informarem-se sobre o andamento das negociações e para decidirem sobre o melhor caminho para a nossa campanha salarial 2020, que constrói o acordo Coletivo de Trabalho Específico dos Banrisulenses.

Nesta sexta-feira (28), os representantes do banco e dos banrisulenses voltam a se reunir.

Fonte: Imprensa SindBancários

Arte: Seeb Pelotas | Foto: Reprodução SindBancários