Brasil fecha 1,2 milhão de vagas formais em 6 meses

marcello casal jr ag brasil

A pandemia do novo coronavírus agrava a crise econômica que se arrasta desde o golpe jurídico-midiático-parlamentar de 2016 e que impôs ao país uma política de austeridade que beneficia apenas o grande capital. No primeiro semestre do ano, o Brasil fechou 1,2 milhão de postos de trabalho formais, ou seja, com carteira assinada.

Foi o pior desempenho da série histórica iniciada pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) em 2010. Somente em junho, foram eliminadas 10.984 vagas. A maior queda foi registrada no setor de serviços, com o corte de 44.891 postos de trabalho.

Comércio e indústria também registraram desempenhos muito ruins, com o encerramento de 16.646 e 3.545 vagas, respectivamente. Somente a agricultura e a construção civil fecharam o mês com números positivos, com a abertura de 36.836 e 17.270 empregos formais. 

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil