Distanciamento controlado: Pelotas passa à bandeira Laranja

Captura de Tela 2020-06-22 às 22.25.42

No último final de semana, Pelotas registrou o primeiro caso de óbito em função da covid – uma mulher, de 51 anos, que estava internada desde o dia 18 de maio. Na manhã de ontem, segunda-feira (22), foi noticiado, também, o falecimento do dr. José Raymundo, médico do Grêmio Esportivo Brasil, que estava internado na UTI do Hospital Moinho de Ventos, em Porto Alegre, desde o mês de abril.

Após duas semanas em bandeira amarela, a qual sinaliza risco baixo para o novo coronavírus, a Região de Pelotas passou para bandeira laranja, em atualização feita pelo Governo do Estado, divulgada no último sábado (20), que aponta risco médio, na sétima semana de Distanciamento Controlado, com vigência entre os dias 23 e 29 de junho. Segundo o modelo, a região teve aumento de hospitalizações de pacientes com Covid nos últimos 14 dias.

De acordo com a atualização preliminar do Estado, a Região de Pelotas perdeu o benefício da redução da bandeira final para regiões com menos de três registros de hospitalização nos últimos 14 dias, ao somar o total de nove registros.

Na última semana, a Prefeitura anunciou a permissão do esporte em dupla, uma das alterações no Decreto 6.267, que passaria a valer na segunda-feira (22). Com a nova bandeira e os primeiros óbitos por Covid no Município, a prefeita Paula Mascarenhas definiu, juntamente com o Comitê de Crise, por não colocar em prática a liberação. Portanto, está mantida a proibição dos esportes em dupla. Só são autorizadas práticas esportivas individualizadas.

Outras Regiões

Além da alteração na Região de Pelotas, 12 das 20 regiões sofreram mudanças nesta rodada. Oito regiões tiveram piora na classificação final e, consequentemente, terão maiores restrições em atividades. Porto Alegre, Capão da Canoa, Novo Hamburgo, Canoas e Palmeira das Missões, que estavam em bandeira laranja, foram para vermelha (risco alto). E duas, Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul, passaram de amarela para laranja.

Quanto à redução de risco, quatro regiões apresentaram melhora em indicadores e migraram para bandeira laranja: Caxias do Sul e Uruguaiana, que estavam com bandeira vermelha na última semana. As regiões de Bagé e Santa Rosa também reduziram riscos, saindo da bandeira laranja para amarela.

Mudança no Modelo

Conforme o Governo do Estado, esta é a última rodada em que a divulgação das bandeiras está sendo feito no sábado. A partir da próxima semana de atualização, a coleta de dados será na quinta-feira e o anúncio do mapa preliminar sairá na sexta. Logo, as prefeituras terão até 24h para apresentar recurso, o qual será avaliado pelo Gabinete de Crise, na segunda-feira seguinte e, à tarde, serão divulgadas as bandeiras definitivas, que passarão a valer a partir de terça.

Além disso, o Estado definiu que as regiões classificadas com cor vermelha não poderão ter regras mais brandas do que as estipuladas pelo decreto estadual, pelas Portarias da Saúde e pelos Protocolos Segmentados. A flexibilização aos municípios é permitida apenas em situações de riscos médio e baixo, e medidas mais restritivas podem ser adotadas independentemente da cor de bandeira da região.

mapa distanciamento controlado

Com informações do Diário da Manhã

Arte da imagem em destaque: Governo do Estado do RS