Bolsonaro pode trocar comando do exército para nomear Ramagem e dar golpe de Estado

20200428-bolsonaro-impeachment

Objetivo de Jair Bolsonaro é se proteger de investigações na PF e também seus filhos, envolvidos em esquemas como as fake news e as rachadinhas

Jair Bolsonaro sinalizou que vai confrontar a decisão do Supremo Tribunal Federal, que barrou indicação de Alexandre Ramagem para o comando da Política Federal. O ocupante do Palácio do Planalto cogita tomar duas medidas que vão intensificar e agravar a crise política e institucional.

A participação de Bolsonaro em um ato contra a democracia no domingo (3) evidenciou a gravidade da situação. 

A primeira medida que está sendo estudada por Bolsonaro é fazer uma nova nomeação do delegado Alexandre Ramagem para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal. A segunda é remover do Comando do Exército o general Edson Leal Pujol, informa a Folha de S.Paulo.

Fonte: Brasil 247