Rodoviária de Pelotas funciona com passageiros e horários reduzidos

jpg

Movimento no local caiu 90% desde o início de março

A Estação Rodoviária de Pelotas, a maior da região Sul do Rio Grande do Sul, segue funcionando com número reduzido de passageiros e também de opções de horários. Além do risco de pandemia pela disseminação do Covid-19, conforme disse o diretor presidente da Empresa Municipal do Terminal Rodoviário de Pelotas (ETERPEL), Cláudio Montanelli, o movimento caiu 90% desde o início de março e, por este motivo, também, os horários foram reduzidos. 

“Em Porto Alegre, por exemplo, eram disponibilizados ônibus de hora em hora praticamente, agora são quatro linhas no máximo durante o dia. Os ônibus só podem andar com metade da ocupação e o preço da passagem segue o mesmo valor, assim como com os custos, por isto também a diminuição dos horários”, explica. Permanecem como linhas mais buscadas as que tem como destinos Porto Alegre, Rio Grande, Canguçu e Bagé.

Monitoramento 

As lancherias foram autorizadas a retomar as atividades desde o início desta semana e algumas já estão abertas atendendo ao público e seguindo as regras de proteção municipal. Entre 20 e 26 de abril, a ETERPEL contabilizou a venda de 4319 bilhetes, referentes a 946 viagens. Na mesma semana chegaram a Pelotas 2354 pessoas. Todas foram monitoradas e houve dois casos de passageiros com febre acima de 37,5°C. As fichas de registros das duas pessoas foram encaminhadas para a Secretaria Municipal de Saúde para acompanhamento e controle.

O terminal funciona até a meia-noite, com venda de passagens somente no andar térreo, das 5h30min ás 23h30min, enquanto que o setor de encomendas opera, diariamente, das 7h ás 19h. No segundo andar o acesso da população se restringe ao uso de caixas eletrônicos bancários. A compra dos bilhetes também pode ser realizada pelos sites das empresas Embaixador e Planalto, sem a necessidade de impressão nos guichês da rodoviária, bastando apresentar o comprovante de aquisição via internet diretamente no ônibus ao embarcar.

Fonte: Correio do Povo

Foto: ETERPEL/Reprodução