CNPC vota alteração de prazo para documentos dos fundos de pensão

cnpc_funcef_previc_previ_1

Este foi o único ponto aprovado, por falta de consenso do próprio governo, que levantou preocupação com a liquidez dos planos de previdência complementar fechada

Depois de adiar duas vezes a reunião extraordinária para votar medidas a relacionadas com a crise causada pela pandemia do coronavírus, o Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC) reuniu-se na última sexta-feira, 24 de abril.

Por falta de consenso do próprio governo, que levantou preocupação com a liquidez dos planos de previdência complementar fechada, o único ponto aprovado foi o que altera os prazos de entrega de documentos por parte dos fundos de pensão, cujo detalhamento deve ser objeto de instrução normativa, alterando a data de entrega do Relatório Anual de Informações (RAI), previsto para 0 dia 30 de abril.

Itens como suspensão de contribuições e de parcelas de empréstimos não foram votados e os integrantes do CNPC, que representam o governo federal, os participantes, as fundações e os patrocinadores, estarão monitorando a situação de cada seguimento para novas discussões e decisões. Anapar criou um grupo de trabalho para apresentar propostas para o CNPC, visando a defesa dos participantes e do sistema e orienta participantes e assistidos a não tomarem decisões agora que possam ter impacto no futuro, como pedido de aposentadoria e resgate de reserva, por exemplo.

Assista a entrevista com a representante dos participantes no CNPC e diretora da Regional MG/ES da Anapar, Cláudia Ricaldoni. 

Fonte: SP Bancários

Imagem: Linton Publio